O medo envolvido ao olhar para os Sonhos - Desejos - Expectativas - Realidade.

Quatro palavras que estão diretamente relacionadas. Juntas ou separadas, se olharmos para elas, tantas coisas estão envolvidas. Um emaranhado de sentimentos de esperança e medo como:

  • Experiências passadas com dores que você quer evitar ou de prazeres que quer repetir;

  • Padrões da sociedade presentes no que aparentemente pode ser mais aceito e bem visto, e o que não supostamente devemos considerar;

  • Crenças presentes, tanto de fé quanto de ideias que podem ajudar ou atrapalhar todo o processo.

Essa dualidade presente que em muitas situações traduzimos tudo como “certo x errado”, “inadequado ou adequado", “bom x ruim”… com tantos pré-conceitos envolvidos, pergunto: nossas escolhas vão sendo baseadas no que, exatamente?

Você consegue entender o que está te motivando e influenciando a optar por aquela pessoa, ou situação, por aquele trabalho, condições, ou experiências…


Umas das questões que sempre penso e uso é: Suas escolhas são feitas para evitar um passado ou construir um futuro? Penso que mesmo que consigamos definir e ter uma resposta, ainda temos que encarar o possível medo. Medo de “errar, sofrer novamente” se considerarmos o passado, e “como saber se vou conseguir?” pensando no futuro. Ou seja, como você pode fazer ou conquistar se não tem certeza já que tudo que está enfrentando agora “é novo”. Não importa se a motivação está relacionada à questão do passado ou futuro, no fim das contas temos que encarar o PRESENTE.


Os sentimentos, medos, esperanças, os “sinais” presentes, as situações atuais do momento! É isso que devemos levar em conta na tomada de decisão, e fazer escolhas mais realistas pelas quais podemos encarar de forma mais concreta. Os pensamentos podem ajudar se você conseguir usá-los a seu favor. Você pode construir e programar sua mente para o que você quer, de acordo com seu comportamento e desejo.


Essa construção ou programação envolve seu envolvimento relacionado a sua crença. Acreditar que tudo se torna possível, dentro da realidade, esse é um dos pontos principais. Olhe de forma ampla, considerando o externo e o interno:

  • Entenda o contexto como um todo, as interferências, estímulos, sua necessidade, características envolvidas e a si mesmo.

  • As influências e o que elas significam pra você, o que sente de forma sincera.

  • O que os “sinais” estão querendo que veja ou aprenda, e como pode fazer diferente, construir um novo.

A vida é um ciclo, como um infinito.


Olhe para o símbolo e entenda, no seu cruzamento encare que é o ponto onde você pode fazer a diferença. Lembre-se que o futuro será seu passado em um momento e esse “novo passado” pode vir a ser diferente pela ação que você resolveu ter. Lembre-se que o medo deve ser gerido, que pré-conceitos como bom ou ruim, certo ou errado… é algo que você só precisa aprender a lidar e transformar para algo como aprendizado e realização; conquista e experiência.

Esse poder todos temos. Esse poder você pode desenvolver e ter!!


Adriana Kalil

Psicóloga e Coach.